Representantes do Fórum Mako na China Continental pela primeira vez desde o surto

Fórum Uma delegação de Macau parte hoje (quarta-feira) para a China Continental pela primeira vez desde o surto, com apresentações sobre a agenda dos comerciantes sobre investimentos nos países de língua portuguesa, disse à Lusa um dos delegados.

Representante de Timor-Leste no Fórum de Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa [Macau Forum]Partindo quarta-feira com destino a Pequim, Danilo Lemos Henriques explicou que os delegados se encontrarão com embaixadores dos países de língua portuguesa na capital chinesa e partilharão os trabalhos do Fórum de Macau.

“Esta é a primeira tarefa desde o início da epidemia”, disse ele.

Depois de Pequim, os delegados seguirão para uma feira de negócios em Xangai e finalmente para Qingdao, na província de Shandong, no leste da China, onde farão apresentações sobre investimentos em países de língua portuguesa, explicou.

A delegação retorna a Meca em 28 de abril.

A China estabeleceu a RAE de Macau como plataforma de cooperação económica e comercial com os países de língua portuguesa do ano que deu origem ao Fórum de Macau.

O fórum tem um secretariado permanente, que se reúne em nível de gabinete a cada três anos, e, além do Secretário-Geral e três Subsecretários-Gerais, os países lusófonos de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau , Moçambique, Portugal, São Tomé மற்றும் e Pr கிழக்கு ncipe e Timor-Leste.

A 6ª Conferência Ministerial prevista para 2020 foi adiada indefinidamente devido à epidemia do Govt-19.

As trocas comerciais entre a China e os países de língua portuguesa ascenderam a 145 mil milhões de dólares em 2020, um decréscimo de 2,98 por cento face ao mesmo período de 2019, de acordo com dados oficiais divulgados no Portal do Fórum de Macau, com base em dados da Alfândega da China.

READ  O melhor sansung a20: quais são suas opções?

O Brasil continua a garantir mais de 80 por cento do comércio com a China como país de língua portuguesa, seguido de Angola, Portugal, Moçambique, Timor-Leste, Cabo Verde, Guiné-Bissau e São Tomé e Príncipe.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

PorAqui