Domingo é dia de ver os astros no Observatório da Torre Malakoff

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email
Foto: Lais Domingues/Secult-PE

Desde que o mundo é mundo que o ser humano tem a curiosidade sobre o Universo que o cerca. Numa espécie de “voyeurismo cósmico”, vez por outra, dando uma espiadinha no céu, nos astros, tentando entendê-los, alcançá-los, decifrá-los.

Para quem nunca teve a chance de ver com detalhes a Lua, algumas constelações e planetas, domingo é o dia certo para isso: o Observatório Astronômico da Torre Malakoff, no Bairro do Recife, está de portas abertas para os interessados em conhecer esse mundão mais de pertinho.

Todos os domingos, das 16h às 19h30, a equipe da Torre promove visitações gratuitas ao Observatório. São oito visitas guiadas, com 30 minutos cada. A capacidade é de 20 pessoas por grupo. O agendamento é realizado na recepção da Torre Malakoff, a partir das 15h30. É importante lembrar que em dias de chuva, a atividade é suspensa.

(Foto: Marcus Fernandes/Secult-PE)

Olho na luneta: dá para ver o Sol e suas manchas solares, a Lua, diversas constelações e planetas (a depender da órbita de cada um deles no período de observação). Quem se interessa por Astronomia pode acompanhar palestras sobre o assunto, que ocorrem no quarto andar.

A reativação do Observatório – que ocorreu em 2015 – é resultado do convênio entre a Fundação do Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural de Pernambuco – Fundarpe (que administra a Torre Malakoff) e a Universidade Federal Rural de Pernambuco – UFRPE e faz parte do programa de extensão “Desvendando o Céu Austral: ciência e tecnologia para inclusão social”.

Também é possível, em ocasiões especiais e excepcionais aos domingos, acompanhar outras manifestações dos astros, como eclipses e a Lua Azul, por exemplo.

História

Construída entre 1853 e 1855, a Torre Malakoff – denominada, então, Torreão da Marinha – , surgiu durante os governos de Francisco Antônio Ribeiro e de José Bento da Cunha Figueiredo, mas sob a jurisdição da Marinha de Pernambuco.

Além de ser entrada do Arsenal da Marinha de Pernambuco e abrigar salas administrativas da Capitania dos Portos e um Museu Naval, também surgiu como ponto estratégico para observação dos astros.

Na época, com o Brasil sob a regência de Dom Pedro II, a Astronomia teve grande impulso no País. O imperador brasileiro é considerado, por isso, Patrono da Astronomia no Brasil, e a data de seu aniversário – 2 de dezembro – é Dia da Astronomia no calendário brasileiro.

(Foto: Reprodução/NE10)

A instalação de um observatório astronômico atendia, na verdade, uma função de interesse à Marinha. “A navegação usava muito os conhecimentos astronômicos para uma melhor navegação.Na Torre Malakoff, os oficiais da marinha treinavam seus conhecimentos de Astronomia de navegação”, conta o professor Dr. Antônio Carlos Miranda, coordenador do programa “Desvendando o Céu Austral”.

Desde 2000, a Torre Malakoff se transformou em espaço cultural, sob a adminsitração do Governo de Pernambuco, realizando atividades diversas, como exposições e shows.

O Observatório Astronômico era utilizado, em 2011, pelo Espaço Ciência/SECTEC-PE. Em 2015, Fundarpe e UFRPE firmaram um convênio para reativação do mirante, que está em pleno funcionamento até hoje.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *