5 razões para conhecer a Nusa Deli e por que ela é mais do que uma padaria

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email
Coletivo de artistas gráficos Vacilante assinam painel. Foto: Rodrigo Édipo/PorAqui

Divulgado como um oásis gastronômico em Olinda, a Nusa Deli foi capaz de impressionar mesmo antes de adentrarmos ao recinto. Localizada no bairro olindense de Casa Caiada, a refinada fachada de vidro da delicatessen pode assustar qualquer transeunte acostumado com a cotidiana paisagem do bairro.

Passado o ‘abalo’ inicial, se aventurar a dar aquele rolezinho sem tanto compromisso pela novíssima delicatessen é se deparar com outras gratas surpresas. Comandada pelo casal mão na massa Ranusia Toscano e Rodrigo Toscano, moradores do mesmo bairro, a Nusa Deli funciona de domingo a domingo.

Antes tarde do que nunca: ‘Café na Cidade’ vai ao Galo Padeiro

Na última sexta-feira (11), o PorAqui compareceu ao ‘soft open’ da loja e listou cinco razões para você entender porque a Nusa Deli é muito mais do que uma simples padaria de bairro.

#1 – A diversidade dos serviços 

Mais do que uma padaria, é exatamente essa a impressão que fica. Absolutamente sem concorrência direta em Olinda, a casa oferece uma infinidade de serviços.

Além de uma boa panificadora, a Nusa permite que o visitante possa também fazer compras na mercearia, filar aquela pizza de forno, tomar um cafezinho orgânico ou até mesmo celebrar um happy hour com amigas e amigos.

A Nusa Deli oferece diariamente as três refeições do dia. Foto: Rodrigo Édipo/PorAqui
Há um espaço só para os amantes de uma boa pizza. Foto: Rodrigo Édipo/PorAqui
O Ladrilho Café fica no mezanino e conta com adega de vinho e cervejas artesanais. Foto: Rodrigo Édipo/PorAqui

#2 – A versatilidade dos produtos

Uma mar de possibilidades. Além de ser uma senhora padaria com pães de fermentação natural, doces e salgados de fazer inveja a qualquer doceria, a Nusa Deli também flerta muitíssimo bem com produtos congelados, conservas, frios, embutidos. Produtos importados também aparecem nas gôndolas.

Segundo informações divulgadas pela casa, 60% dos produtos são artesanais, feitos na própria casa, como o café orgânico Puro da Serra, de Taquaritinga do Norte, cuja torra é exclusiva para a Nusa.

Motche Restô: o lugar que você precisa (re)visitar no Poço da Panela

Destaque também para a carta de cervejas artesanais que apostam em locais como Seis Punhos, Duvália e a Pattlou. Marcas mais tradicionais também constam no cardápio.

“Minha ideia é mantermos a regularidade do estoque. Não quero que ninguém volte aqui e não tenha o produto que consumiu em outro dia”, explica Rodrigo.

Foto: Rodrigo Édipo/PorAqui
Foto: Rodrigo Édipo/PorAqui
A casa flerta com alguns produtos veganos. Foto: Rodrigo Édipo/PorAqui
Foto: Rodrigo Édipo/PorAqui

#3 – Funcionários prestativos e entusiasmados

Apesar do alvoroço da inauguração e toda a insegurança que possa trazer à equipe, o que transpareceu no dia da inauguração foi a simpatia e a presteza do corpo técnico da casa que é composto por profissionais experientes em panificação, jovens moradores do entorno e alguns aventureiros do interior do estado de Pernambuco.

Fyllipe fica responsável por dar as boas vindas. Foto: Rodrigo Édipo/PorAqui
O português Seu Teixeira comanda a pista na padaria. Foto: Rodrigo Édipo/PorAqui
– Posso tirar uma foto sua? – Claro! Foto: Rodrigo Édipo/PorAqui

#4 – A ambientação do espaço é diferenciada

A surpresa ao entrar na Nusa Deli é inevitável. A ambientação escolhida para a casa traz uma mistura entre o rústico e o contemporâneo, contando com superfícies que resgatam a Olinda antiga dos ladrilhos hidráulicos, como também o frescor de um painel assinado por artistas do Coletivo Vacilante. O espaço conta com elevador panorâmico e estacionamento próprios.

A casa conta com dois andares totalizando 350 m². Foto: Rodrigo Édipo/PorAqui
Ladrilhos hidráulicos em tons amarelados são a marca da cafeteria. Foto: Rodrigo Édipo/PorAqui
A solução do mezanino foi ideia do sócio Rodrigo Toscano. Foto: Rodrigo Édipo/PorAqui

#5 – Os preços (definitivamente) não são exorbitantes

Pois é, com tanto apreço e bom gosto já destacados nos itens acima, o mais óbvio e ululante seria um preço exagerado, não é verdade? Errado. “Minha esposa Ranusia é amarrada com dinheiro, não gosta de gastar muito. Portanto, ela nunca iria chegar aqui e estourar o preço”, explica bem humorado Rodrigo.

Acontece que o casal parece ter estudado o mercado local e chega com preços competitivos aos mercadinhos, cafés e padarias classe média do bairro. Lá na Nuse Deli você pode pedir desde um pão na chapa por apenas R$ 2 a um ovo com bacon ou sanduíche de mortadela por R$ 6.

Omeletes de queijo, misto, frango, charque e bacalhau custam entre R$ 6 e R$ 7,80. Pizzas grandes estão entre R$ 27,90 e 35,90. Tapiocas ficam entre R$ 5 e R$ 6. Café expresso pequeno (R$ 4,50) e grande (R$ 8,90). Capuccino italiano sai por R$ 9,50.

As opções são tantas que é impossível listá-las aqui. Bom que invariavelmente teremos motivos para retornar e atualizar nossas impressões. 😉

Foto: Rodrigo Édipo/PorAqui

Nusa Deli
📍
Avenida Carlos de Lima Cavalcante, 2280 – Casa Caiada/Olinda
📅 Térreo: Segunda a sábado, das 6h às 21h30 | Domingos, das 7h às 20h30
📅 Café Ladrilho (mezanino): Segunda a sábado, das 9h às 21h30 | Domingos, das 9h às 20h30
@nusadeli



comment 2 comentários

  1. Com simpatia , preço competitivo ( para atingir toda a classe financeira ) , higiene e produtos com qualidade , vocês vão longe. Parabéns a reportagem que mostrou toda a casa dando vontade de saborear até as ilustrações ( rs ) . Boa sorte a todos e obrigada por terem recolhido Casa Caiada ( Olinda ) nesse grande e lindo empreendimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *