Da roça à roda: Baixinho da Bicicleta e seus 30 anos de Jaqueira

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email
Foto: Paula Melo/PorAqui

José Januário, 57 anos, 30 de Parque da Jaqueira. Talvez você não saiba quem é ele, mas e Baixinho da Bicicleta, já ouviu falar? O homem é o mais famoso mecânico do veículo movido a propulsão humana, ou a arroz e feijão mesmo. 😉

Baixinho está lá na Jaqueira, na Zona Norte do Recife, por trás do banheiro público, de terça a domingo. Recebe oito bicicletas para consertar por dia, com problemas que vão desde furo de pneu àquelas que precisam de manutenção geral. Os preços variam entre R$ 5 e R$ 70.

Pouca gente sabe, mas Baixinho mora a cerca de 70 km de distância do Recife. É que ele vive em Lagoa de Itaenga, na Zona da Mata de Pernambuco. Sai de Lagoa todo dia às 4h20 para chegar na Jaqueira às 6h, quando monta a “oficina” para começar a trabalhar às 7h. A folga é às segundas, até no domingo está em sua oficina. “Só tiro férias no Carnaval porque não tem nenhum cliente  no parque”.

Tudo começou quando um tio dele começou a trabalhar com bicicletas. Baixinho trabalhava na roça e, apaixonado pelo meio de transporte, faltava à lida com a enxada para ajudar o tio com pneus, correias, raios e guidões.

A chegada ao Parque da Jaqueira, há três décadas, aconteceu de forma inusitada. “Vim passar um dia no Recife e já estou aqui há 30 anos. Vi o pessoal com a bike quebrada e ninguém para consertar”.

A clientela é fiel, o hábito de levar a magrela para consertar em Baixinho vai passando de pai pra filho. Ele diz que faz tudo numa bicicleta, deixa ela como nova, só não faz pintura. A lista de serviços é extensa: troca câmara de pneu furado, desempena a jante, troca raios, regula o freio, e aí vai… Ele costuma entregar no mesmo dia, nos consertos mais simples.

Serviço:

Baixinho da Bicicleta
Parque da Jaqueira, por trás do banheiro público, na Rua Deputado Pedro Pires Ferreira.
Horário de funcionamento: de terça a sábado, das 7h às 16h; domingo, das 7h às 12h.
Telefone: 99664-2631

Como chegar:



comment 3 comentários

  1. O conheço desde qdo cheguei em Recife, em 1990.Desde dos anos 90,confiei as minhas bikes a ele!Educado,paciente,sempre atento qdo explicamos os problemas relacionados aos problemas das "magrelas"!!! Parabéns, Baixinho, você é merecedor!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *