Castigliani: um café de cinema no Parnamirim

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email
Foto: Castigliani/Facebook

Situado no limite entre Casa Forte e Parnamirim, na Zona Norte do Recife, o Castigliani é um dos cafés mais queridos da cidade. Até Sônia Braga já caiu de amores por ele. Não é por acaso que o estabelecimento – frequentado por um público exigente, amante de cultura e dos melhores grãos – foi reconhecido pelo segundo ano consecutivo pelo prêmio Melhor Café da Cidade pela revista Veja Comer & Beber Recife 2017/2018. Mas o que está por trás da cafeteria que encanta tanta gente?

“Não considero o Castigliani um negócio porque não somos empreendedores de formação. O que move a gente é o fato de gostarmos muito de café. A gente estuda e procura entender a bebida em todos os momentos que a gente tem oportunidade, seja em viagens ou no dia a dia. Acredito que, de alguma forma, a gente consegue passar isso pras pessoas”, observa Leonardo Lacca, proprietário do estabelecimento junto com Nara Oliveira.

LEIA TAMBÉM:
Um tour pelas cafeterias mais culturais de Casa Forte

“A gente tem muito prazer em apresentar cafés de outros lugares como também novas maneiras de apreciar a bebida. O café pra gente não é um acompanhamento, é um protagonista. Por isso enxugamos mais o cardápio de comidas, pra dar mais foco ao café” explica Leonardo.

Do cinema para a rua

O Castigliani começou anexo ao Cinema da Fundação, no Derby, há dez anos. Na época, os sócios tinham acabado de voltar de um curso de barista no Centro de Preparação de Café do Sindicato da Indústria de Café de São Paulo.

“Decidimos fazer o curso por hobby, não tínhamos pretensão de abrir nada. Mas depois do curso, ficamos exigentes. Voltamos de lá achando que tínhamos a missão de trazer pro Recife o que vimos em São Paulo. O café lá é algo levado a sério e a gente não conseguia encontrar isso aqui no Recife. Nossa intenção desde o início era educar o público”, aponta Nara Oliveira.

O Castigliani é pioneiro no ramo de cafés especiais no Recife, servindo exclusivamente grãos 100% arábica. O carro chefe da casa atualmente são os métodos coados, principalmente com os grãos importados, torrados pela alemã The Barn e pela marca dinamarquesa Coffee Collective.

Foto: Castigliani/Facebook

Há um ano e dois meses, o empreendimento fez morada no número 323, na Estrada do Encanamento, no bairro de Parnamirim. Segundo Leonardo, o novo endereço contribuiu pra a afirmação da identidade do café.

“A gente gosta mesmo dessa organicidade da rua, de poder colocar uma mesa na calçada. É um posicionamento político estar na rua, ter uma relação com o bairro e com os outros empreendimentos ao redor”, reflete.

“Temos tempo pra trocar ideia com  clientes, fazer eventos, degustação, workshops. São coisas que agente sempre quis, mas o outro espaço era mais limitado. As pessoas que vão hoje ao Castigliani se interessam realmente por café. É um público diferente da Fundação.”

Foto: Castigliani/Facebook

Para dialogar com a rua, os proprietários optaram pela fachada toda em vidro, dando visibilidade à máquina de café expresso La Marzocco – considerada umas das melhores do mundo –  e também ao letreiro em neon no formato de uma xícara de café, que se tornou um charme à parte, além de marca registrada do estabelecimento. Para estimular a interação entre os clientes, foi colocada uma mesa comunitária na calçada.

“Café como antigamente”

“Daqui a 30 anos a gente vai lembrar do Castigliani com muito carinho. Tomara que ele dure muito”, diz Albino Zarzar, cliente número um do estabelecimento. Morador de Casa Forte, Albino frequenta o estabelecimento desde os tempos do Derby.

Ele mantém um grupo no whats app chamado Chez Castigliani, com cerca de 15 amigos que frequentam assiduamente o local. “É um lugar que se tornou um ponto de encontro. Final de semana já é certo. Além deles terem o melhor café do Recife porque Leo é um estudioso e apaixonado pela bebida, há uma questão afetiva por trás. É um café diferente, como aqueles estabelecimentos de antigamente, de bairro, sem escala industrial, onde os proprietários conhecem as pessoas pelo nome, além de ter um clima familiar.

Castigliani Cafés Especiais – Foto: divulgação

Este ano, o Castigliani comemora dez anos de atividades. Para celebrar o aniversário, a cafeteria lançou uma edição limitadas de café e renovou o menu, que pode ser conferido aqui.  Uma das novidadades é o menu para café de manhã e brunch e também para o público adepto do veganismo e de dietas com restriçao à lactose.

 O Castigliani também se destaca por estar alinhado à Terceira Onda do Café, movimento marcado por métodos de extração alternativos preparados com rigor e contato direto com produtores. 

“Assim como o cinema migrou do analógico para o digital, a gente também viveu uma transição. Éramos focados numa tradição italiana e hoje vemos o surgimento dessa terceira onda, que é um café mais engajado, focado em grãos especiais, microlotes de origem única, com torrefações mais claras e notas florais, cítricas. Coisas que não se encontravam em Recife até pouco tempo atrás”, observa Leo.

Serviço
Castigliani
Estrada do Encanamento, 323, Parnamirim – Recife/PE
Funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 21h30
Aceita todos cartões
Facebook: Castigliani Cafés Especiais
Informações: (81) 3037-6811
Como chegar:



comment 1 comentário

  1. O PorAqui presta um serviço de informação extraordinário. Aqui em Casa Forte eu fico sabendo o que está acontecendo. Parabéns ????

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *