3 prédios históricos que cravaram lugar na paisagem de Boa Viagem

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email
Foto: reprodução

Em meio à transformação que Boa Viagem já viveu e ainda tem suas repercussões, há prédios que se foram, como o Caiçara, há os que foram descaracterizados, como o Michelangelo, e há os que cravaram seu lugar na paisagem do bairro, atravessando a história.

É o caso destes três edifícios listados pelo PorAqui. A arquiteta Guilah Naslavsky, professora da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), comenta com tristeza as mudanças em Boa Viagem. “É muito triste quando a gente vê um edifício com décadas de construção ter sua fachada modificada, como foi com o Michelangelo”.

“Por isso é importante que se fale da importância que esses prédios têm, para que eles sejam mantidos da forma que foram projetados”, acrescenta. “A gente olha para os prédios de hoje e praticamente não enxerga diferença entre eles. Sem contar que são tão altos que nem dá para a pessoa observar eles por completo”, completa.

Confira a lista.

California

Foto: acervo JC Imagem

Rua Artur Muniz, 82.

O California foi projetado em 1953 pelo arquiteto Acácio Gil Borsoi, mas sofreu modificações em 1956 devido à baixa procura nas vendas. A ideia inicial era 70 apartamentos de um a três quartos em 15 pavimentos sobre uma base horizontal com lojas, restaurantes, jardim e até cinema.

Como o mercado consumidor não comprou a ideia, os apartamentos passaram a ser quitinetes, e o número subiu para 225 unidades. De acordo com a arquiteta Guilah Naslavsky, a modificação foi considerada uma inovação para o Recife.

Acaiaca

Av. Boa Viagem, sn.

Quem nunca marcou de encontrar a galera em frente ao Acaiaca? Ou um quarteirão depois? Ou um quarteirão antes? É que, além de referência arquitetônica, o prédio carrega também a missão de ser o ponto de encontro mais utilizado no bairro.

Assim como o seu contemporâneo Califórnia, ele foi projetado em 1957 para ter a função de veraneio, mas logo se tornou primeira residência quando Boa Viagem passou a ser mais habitado. O edifício tem 11 andares e 44 apartamentos.

Holiday

Foto: André Nery/acervo JC Imagem

Rua Salgueiro, 73.

No mesmo ano do projeto do Acaiaca, era concebido e erguido o Holiday. Este não sofreu alterações. Com sua largura extensa e sua forma em curva, o prédio definitivamente não passa despercebido na paisagem de Boa Viagem.

Seus 18 pavimentos abrigam 416 unidades habitacionais de tamanhos variados, sendo 317 quitinetes, 65 apartamentos de um quarto e 34 de dois quartos. O térreo abriga comércio e prestação de serviços.



comment 2 comentários

  1. Vocês se esqueceram de falar do prédio que hoje, seria referência em Boa Viagem, se a ganância demográfica, não tivesse demolida, era a Casa Navio, na Av. Boa Viagem, ainda tenho pessoas amigas que falam a respeito, dela só resta saudade é uma foto com colegas da escola, algumas delas nem aqui estão mais.
  2. ...o Holiday que tá as ruínas. as paredes caindo aos pedaços, tijolos e infiltrações às vistas de quem passa. Não sei como não tiveram a sensibilidade de interditarem aquela obra do gênio Oscar Niemayer. Deus proteja a todos que sobrevivem alí.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *