Uma escola de artes marciais que flutua em meio a um mar de academias

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email
(Fotos: Divulgação/ Shokan)

Uma volta pelo bairro da Várzea, na Zona Oeste do Recife, e a quantidade de academias que encontramos pelas redondezas ultrapassa a contagem nos dedos. Na Avenida Afonso Olindense, uma das principais vias da região, existem algumas. Isso. No plural. Em meio a esse mar de academias, uma escola de artes marciais flutua no primeiro andar de uma galeria (onde era o antigo armazém Cofema).

Pode-se definir essa escola como um reduto de redenção àqueles que querem, de fato, praticar artes marciais, aprendendo e convivendo com as filosofias e história de cada uma. Aliás, redenção significa Shokan, em japonês, e a palavra dá nome à escola: Centro de Artes Marciais Shokan (Av. Afonso Olindense, 1092).

Várzea ganha novo espaço para atividades de autoconhecimento

Nela, você encontra modalidades como jiu-jitsu, karatê, aikido, muay thai/kickboxing, judô e yoga, todas com dias e horários variados, além de uma metodologia diferenciada que você não encontra em academias. A pessoa por trás dessa iniciativa é Felipe Jordache. Praticante das artes marciais desde a infância, ele passou a empreender naquilo que lhe traz redenção.

Mas por que a Várzea? Para Felipe, o argumento é bem simples: “A Várzea, hoje, possui o melhor espaço para competições na Região Metropolitana do Recife: a quadra da Secretaria de Educação, que tem sido palco semanalmente de eventos marciais como jiu-jitsu, judô, karatê, etc. E fica a apenas alguns metros do Dojo da Shokan”, explica.

(Fotos: Divulgação/ Shokan)

A escola, fisicamente, existe desde abril e busca proporcionar a melhoria da qualidade de vida de seus alunos, de todos os gêneros e idades. “Grande parte dos alunos só querem um lugar para relaxar, aprender mais, conversar, externar frustrações e decepções… Tudo isso de uma forma sem julgamentos e preconceitos”, completa o fundador.

Mas se você também busca redução de peso e sair do sedentarismo, além de aumento da resistência ou força, a prática da arte marcial traz como consequência algum desses objetivos que você quer alcançar. Os professores são faixa preta ou faixa marrom em suas artes, além de quase todos terem formação em Educação Física.

Para Felipe, há um grande diferencial entre uma escola de artes marciais e as academias. “O clima, a ambientação e a filosofia são bem diferentes. É como tomar um cafezinho em um restaurante e tomar um cafezinho em uma cafeteria -um local totalmente dedicado a ser o melhor naquilo. Quando colocamos tudo em um pacote (musculação e artes marciais) ganhamos no custo, mas perdemos na qualidade e na evolução. Uma academia busca clientes, um Dojo busca alunos”, finaliza.

E aí, que tal largar o sedentarismo e tentar uma arte marcial? O plano quadrimestral, com pagamento no cartão de crédito, sai por R$ 79,90/mês. Mas, se você quiser fazer o contrato mensal, o valor fica R$ 109,90 e o pagamento pode ser efetuado através do débito automático ou cartão de crédito.  Os interessados podem agendar uma aula experimental para conhecer a escola.

Confira os horários e as modalidades:


Shokan – Escola de Artes Marciais
Avenida Afonso Olindense, 1092, 1º andar, Várzea, Recife – PE
Telefone: (081) 3129-8800
WhatsApp: (81) 98529-8306



comment 1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *