Professor da UFPE é indicado a prêmio nacional em direitos humanos

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email

O professor do Departamento de Psicologia da Universidade Federal de Pernambuco e morador da Várzea Benedito Medrado foi indicado ao Prêmio Cláudia 2017, na categoria “Eles por Elas”. O prêmio é uma iniciativa da Editora Abril em parceria com a ONU Mulheres, órgão da ONU que atua em defesa dos direitos humanos e das mulheres.

Medrado tem uma forte atuação em grupos que trabalham questões ligadas à masculinidade sob uma perspectiva feminina e de gênero e é cofundador da ONG Instituto PAPAI, na Várzea, que atua há 20 anos em questões relacionadas ao feminismo e à experiência masculina no contexto da vida reprodutiva e no cuidado com as crianças.

Além disso, já fez parte de outros coletivos ligados à temática, como o Grupo de Estudos sobre Sexualidade Masculina e Paternidade/Ecos-SP; o Núcleo Feminista de Pesquisas sobre Gênero e Masculinidades (Gema/UFPE); a Rede Norte-Nordeste de Pesquisas sobre a Mulher e Relações de Gênero; a Rede de Homens pela Equidade de Gênero; e a Aliança Internacional MenEngage.

“O objetivo do Prêmio Cláudia é homenagear mulheres com atuação destacada na sociedade brasileira. A categoria específica para a qual fui indicado visa homenagear homens que têm contribuído para a promoção da equidade de gênero em nosso país e para o projeto feminista por uma sociedade democrática com justiça social”, explica o professor.

A votação é popular e você pode dar o seu voto através do site do prêmio.

Prêmio

O Prêmio Cláudia, fundado em 1996, valoriza histórias memoráveis de mulheres atuantes na sociedade brasileira. Em Pernambuco, já foram premiadas Vanete Almeida (2002), liderança do Movimento de Mulheres Trabalhadoras Rurais de Pernambuco, e Maria Clara de Sena (2016), primeira mulher trans indicada no prêmio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *