Galpão CITTA: Várzea ganha novo teatro e convoca grupos para apresentações

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email
(Foto: Divulgação)

A Várzea, na Zona Oeste do Recife, já é conhecida pela contínua e resistente movimentação cultural. No último fim de semana, organizou a 8ª edição do FIV – Festival de Inverno da Várzea e, no próximo sábado (2), recebe o Som na Rural, de Roger de Renor. Mas você sabia que o bairro agora conta com um novo espaço para o teatro?

O Galpão CITTA, como é chamado, é o Centro de Investigação Teatral da Trupe Artemanha. Encabeçado por Luciano Santiago, Daniel Gomes e Damyeres Barbosa, membros da trupe, o espaço é dedicado à arte teatral e é o primeiro nesses moldes a escolher a Várzea como endereço.

“A opção pela Várzea é muito importante para nós. Tanto pela questão da descentralização quanto pela ideia de criar um ponto de resistência – que já é algo que se aproxima muito da história do próprio bairro, conhecido por toda a sua movimentação de resistência cultural”, explica Luciano Santiago.

Surgida em São Paulo há 21 anos, a Trupe Artemanha chegou ao Recife há 1 ano e 8 meses em busca de novas experiências no campo das pesquisas artísticas.

“O Artemanha já tem uma história em São Paulo, onde ocupamos um espaço que estava abandonado há 16 meses pela prefeitura e criamos um espaço de estudo que também se chamava CITTA. Funcionou de 2011 até 2014, quando a trupe começou a buscar novos rumos no Nordeste”, revela.

Formação

Além das apresentações de teatro, dança e circo, a ideia da trupe para o espaço é investir na formação e pesquisa através de cursos e oficinas.

Atualmente, o Galpão CITTA está com inscrições abertas para quatro cursos: Laboratório de Criação Dramatúrgica, Laboratório de Encenação Teatral e curso de Produção Teatral (elaboração, planejamento, organização e execução de projetos) e Interpretação: biomecânica corpórea anti-dramática – Procedimentos da Trupe Artemanha.

(Foto: Rogério Alves)

“Nossa aposta é criar cursos de teatro abordando elementos que são muito fortes dentro do Artemanha, como a produção teatral, a escrita de projetos, a forma como se organiza o grupo e a dramaturgia mais contemporânea, mais livre de algumas características do teatro dramático tradicional. Nossa proposta de pesquisa teatral para a cena é mais radical.”

Para marcar a abertura do espaço, a Trupe realizou 12 apresentações do espetáculo Hamlet? Fragmentado, onde o Hamlet do inglês William Shakespeare encontrou o Hamlet-Máquina do alemão Heiner Müller e resultou numa versão brasileira contemporânea do clássico. Com o fim da temporada, a trupe vai abrir o espaço para as propostas de outros grupos de teatro da cidade.

(Foto: Divulgação)

Convocatória

“Agora em setembro o Galpão CITTA vai abrir a pauta para que outros grupos ensaiem e também se apresentem no espaço. Queremos trazer as pessoas, não queremos uma propriedade. A ideia é ocupar espaços”, afirma Santiago.

A Convocatória de Ocupação do Galpão CITTA com datas e maiores detalhes sobre a utilização do espaço pode ser acessada na página do Facebook do local.

O Galpão CITTA fica na Rua João Francisco Lisboa, 37 – a rua por trás da Paróquia Nossa Senhora do Rosário da Várzea. Fica de olho que em breve tem novidade na programação! 😉



comment 4 comentários

  1. Muito interessante essa ideia. E o bairro da Várzea tem tudo para ser um bairro multicultural. Sucesso galera
  2. Perfeito. Aquela rua tem grande potencial. Precisa disso. E os Varzeanos agradecem mais um ponto de cultura e lazer!
  3. É muito importante pra nós, varzeanos, termos o acesso a cultura e a arte, espero que o espaço venha ganhar notoriedade nas mídias e consiga se difundir bem pelos próprios moradores do bairro - consumidores assíduos de teatro <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *