Não gosta de fazer feira? Serviço faz para você e entrega em casa

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email
Foto: Chico Porto/JC Imagem

Dizem por aí que não há um mal que não traga um bem. E por vezes esse bem é uma ideia massa para empreender. O educador físico Renato Cabral, de 31 anos, há muito trabalhava com recreação e recentemente como bombeiro civil, mas as coisas mudaram após um acidente de moto. Em recuperação e sem poder voltar às atividades de antes, Renato usou de sua própria experiência de pai de família para dar início a um novo negócio, que está em fase de testes.

O Feira Delivery, ainda em implementação, surgiu não só da necessidade de mudanças neste momento da vida de Renato, como da experiência dele em fazer compras em feiras da Região Metropolitana do Recife – tanto para ele como para os pais, algumas tias e gente amiga.

LEIA TAMBÉM:

O vendedor de ovos por trás do jingle ‘Economize comprando e compre economizando’

De vaqueiro a sapateiro, a história do Cowboy de Setúbal já dura 23 anos

Em quatro anos “prestando serviços familiares gratuitos só pela gentileza”, Renato foi aprendendo a escolher os melhores produtos (inclusive orgânicos), quais as melhores feiras e melhores dias para compra e, não menos importante, a pechinchar como ninguém! A partir daí, para pensar nisso como um novo negócio e fonte de renda foi só juntar a necessidade com a inspiração e o conhecimento.

Como o negócio está bem no início,  a proposta pode sofrer mudanças até mesmo pela demanda e sugestões dos clientes (você pode fazer parte disso, hein?!). O formato está se desenhando para que o cliente ligue e repasse a sua lista de compras. Renato então sai em busca dos melhores produtos e preços, apresenta o valor da feira e entrega na casa do cliente.

Pelo serviço ele estuda cobrar um percentual (ainda em cálculo) do valor total da compra e uma taxa de deslocamento/entrega. É importante frisar que o cliente receberá a nota fiscal (ou recibos) com o valor de cada produto sem nenhum acréscimo. Renato planeja também não cobrar taxa de deslocamento em compras de valores mais altos.

As formas de pagamento (antecipado, só na entrega, dinheiro ou cartão, por exemplo) também estão sendo avaliadas e formatadas a fim de atender às mais diversas necessidades dentro da viabilidade do empreendimento.

O que era somente a gentileza de levar conforto e comodidade para familiares e amigos está em vias de se tornar um negócio que pode facilitar a vida de muita gente em Setúbal.

Se tiver ideias para contribuir com o Renato, deixa aqui seu comentário ou ligue para ele. Você também pode ser um cliente-teste nesta fase de implementação.

Feira Delivery – Renato Cabral 98670.9414



comment 1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *