Estação do Mangue: um hostel ecológico entre Setúbal e Boa Viagem

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email

Aqui em Setúbal, Zona Sul do Recife, o único hostel resistente é o Estação Mangue. Mais pro lado de Boa Viagem, ele é um negócio familiar de César Schuler e sua mãe, Rosana Lavínia. Com uma pegada ecológica, o local tem vários móveis e objetos de decoração que a própria família produziu no maior estilo faça você mesmo.

Apesar das dificuldades, o local mantém suas portas abertas desde 2013, atraindo turistas do Brasil e de fora do País. É um dos únicos que sobraram do período pós-crise, quando os outros dois hostels existentes em Setúbal fecharam as portas.

LEIA TAMBÉM:
Terrenos baldios, terrenos esquecidos: preocupação coletiva

foto: divulgação/Estação Mangue

O hostel fica próximo à praia e é cheio de objetos de decoração que remetem à vida sustentável e à natureza. “A gente tem uma preocupação de o negócio ter sempre a nossa cara e também aproveitar materiais que dão pra ser transformados em outras coisas”, contam.

A diária é R$ 35 por pessoa, em quarto compartilhado, e R$ 120, para até duas pessoas em quarto privativo. César e Rosana contam com uma equipe de cinco funcionários. “Em algumas ocasiões especiais, a gente organiza festas no hostel com música, comida e atividades. Rola karaokê e jogos e umas bebidinhas”, conta César.

César e Rosana foto: acervo pessoal

O desafio agora é tocar o negócio pra frente: “Quando começamos, em 2013, existia toda a expectativa da Copa e dos grandes eventos no Brasil. O momento da economia não é bom”. Hoje o local conta com uma ocupação bem menor que nos anos anteriores.

Serviço
Hostel Estação Mangue
Rua Raymundo Gomes Gondim, 26 – Boa Viagem, Recife/PE
Como chegar:

(81) 3049-2626
Facebook: Estação do Mangue

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *