Caminhada (quase) tranquila: moradores preocupados com coqueiros na orla

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email

Caminhar ao longo dos 8 km da orla de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, parece uma tarefa segura. Mas basta olhar pra cima e perceber o risco que se corre. São cerca de 6 mil coqueiros no trecho que se estende do Pina até Piedade, na divisa com o município de Jaboatão dos Guararapes. Em Setúbal, na área próxima ao Parque Dona Lindu, os coqueiros estão bem carregados.

Quem chamou a atenção do PorAqui foi o economista Roberto Didier. Ele anda e corre todos os dias com a esposa Edileuza e percebeu como as árvores estão cheias de coco. “O medo que faz é um coco desse cair na cabeça de uma pessoa. E com os ventos que continuam soprando neste mês de setembro, a possibilidade de cair se torna ainda maior”, comenta ele.

O PorAqui entrou em contato com a Emlurb, que é o setor da Prefeitura do Recife responsável pela manutenção da limpeza nas áreas de calçamento, calçadão e praças da orla de Boa Viagem. Por meio de nota, a assessoria de comunicação informou que a manutenção dos coqueiros é feita por ciclo, sem interrupção, a cada três meses, aproximadamente.

Eles disseram ainda que o trabalho é operacionalizado de maneira que os frutos sejam retirados antes mesmo de criar tamanho, por questão de segurança e para evitar a proliferação de possíveis doenças.

A Emlurb avisa que todo o resto de poda oriunda dos coqueiros, por conta da palha que não consegue passar pela máquina de triturar, é levada para o aterro sanitário da CTR Candeias.

Porém, como se pode ver nas fotos, ou em qualquer passeio pela orla, não é o que está acontecendo. Agora a Emlurb já está avisada, e o PorAqui espera que o problema seja resolvido o mais breve possível. Até lá, atenção ao caminhar por ali! 😉



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *