Urgência é o tema que encerra o Segunda Qualquer no Texas Café Bar

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email
(Foto: Divulgação)

Quatro atos e um só tema: urgência. Teatro, música, dança e poesia são lançadas para dizer as urgências nossas, do cotidiano imperioso e caótico que vivemos. Nesta segunda (13), chega ao fim a primeira temporada do projeto Segunda Qualquer, que irá apresentar, no Texas Café Bar, na Boa Vista, um recorte artístico e filosófico do que nos é urgente captar e colocar em prática neste mundo. A casa abre às 18h15 e os ingressos custam R$ 10 (sujeito à lotação da casa).

Texas: um casarão do século passado para comer, beber e respirar cultura

A ideia do Segunda Qualquer é de Cláudio Galkez-kovacic, que também trabalha diariamente no Texas. O primeiro ato, Platero e Eu, começa às 19h30. A atriz Ceronha Pontes interpreta Juan Ramón Jimenezes, que, montado em seu burro, persegue a urgência de um tempo de delicadeza.

Às 20h10, no segundo ato, a atriz Flávia Gomes interpreta Parábolas de Cecília, onde o reino da palavra é matéria-prima para exercícios poéticos, recheados de parábolas e ensinamentos.

O terceiro ato, às 20h45, traz em cena, nada mais nada menos que textos adaptados de Charles Bukowski e Bertolt Brecht, através da interpretação de Carlos Eduardo Ferraz, em Desejo de ser-estar. Entra em cena a urgência do reencontro do ser consigo mesmo, com sua natureza essencial, fruto do autoentendimento.

O derradeiro ato, Sonhos de Alquimista, traz o próprio Kovacic como o Quixote de Cervantes, em Sonhos de Alquimista, na urgência de nos descortinar o mundo dos sonhos, aparentemente impossíveis, e de que acreditamos na transformação do mundo para algo melhor.

Segunda Qualquer – em 4 atos
Segunda (13), a partir das 19h30 (abertura da casa para comprar dos ingressos – 18h15)
Texas Café Bar | Rua Rosário da Boa Vista, 163 – Boa Vista
R$ 10



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *