#Reverbo celebra o encontro de músicos pernambucanos no Teatro Hermilo

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email
Foto: Reprodução

A música pernambucana é, antes de tudo, uma arte concebida através de encontros. E é a celebração desses encontros que dá combustível para que esse motor criativo não cesse e continue rendendo frutos.

Mais um desses encontros será presenciado nesta quarta (8), às 20h. Dez artistas pernambucanos subirão ao palco do Teatro Hermilo Borba Filho, no Bairro do Recife, para (se) apresentar (n)a 1ª Mostra Coletiva Reverbo.

Almério, Isadora Melo, Isabela Moraes, Juliano Holanda, Jr. Black, Martins, Marcello Rangel, Mayra Clara, PC Silva e Vinícius Barros estarão presentes, cantando juntos canções uns dos outros, num show de formato inédito na recente música pernambucana.

“Esses encontros já rolam, sempre um convidando o outro para participar. Mas um show desse, coletivo, é a primeira vez que acontece”, diz Juliano Holanda. “Nossa proposta é fincar uma bandeira e dar visibilidade a uma série de frentes artísticas que vêm surgindo”, acrescenta.

“Não é ligado a uma cena, a um grupo específico. O que queremos é juntar uma galera, que é, sim, muita gente, e dar visibilidade aos trabalhos que todos fazemos”, faz questão de destacar.

Tanto que a ideia inicial, conta Juliano, era fazer um show com muito mais gente. “A gente queria fazer um coletivão, com uns 60 artistas, mas a inviabilidade de tempo, espaço, gente que estava fora, resolvemos fazer com esse grupo de pessoas”, explica.

Isabela Moraes (esq.), PC Silva (centro) e Mayra Clara (dir.) (Foto: Reprodução)

Juliano cita, por exemplo, vários nomes, segundo ele, fundamentais na música contemporânea do estado e que acabaram ficando de fora: Juvenil Silva, Igor de Carvalho, Flaira Ferro, Rogéria Dera, Vertin, Helton Moura, Mexidinho, entre tantos e tantos outros.

Por isso mesmo, ele reforça que essa é apenas a primeira edição do Reverbo. Outras virão por aí. “Esse é um piloto, é um fincar de bandeiras!”. É dizer: ‘Estamos aqui e temos muito mais gente ainda!’”.

A ideia é formar outro casting de artistas nas próximas edições, para dar conta da dimensão e pluralidade de sons que vem sendo feitos no estado. “Temos a consciência e o desejo de que isso se expanda, que venham outros Reverbos”.

Marcello Rangel (esq.) e Vinícius Barros (dir.) (Foto: Reprodução)

A hashtag #Reverbo têm circulado nas redes sociais, com vídeos dos artistas cantando músicas dos outros. É só procurar no Facebook, que você vai poder ver alguns desses encontros já dando o ar da graça.

Os ingressos para o Reverbo custam R$ 20 (à venda no sympla e quase esgotados) e R$ 30 (na hora).

SERVIÇO
#Reverbo – Mostra Coletiva
Quarta (8), às 20h
Teatro Hermilo Borba Filho | Av Cais do Apolo, s/n – Bairro do Recife
R$ 20 (via sympla) e R$ 30 (na hora)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *