Mercado de São José é o grande aniversariante do dia

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email

Pouca gente se lembra ou sabe, mas dia 7 de setembro também é data para se comemorar um dos símbolos mais emblemáticos da cultura popular recifense: o Mercado de São José, que completa hoje 142 anos de existência.

Reconhecido Patrimônio Histórico de Pernambuco, foi inspirado no Mercado de Grenelle, em Paris (FR), construído pelo engenheiro francês Louis Léger Vauthier, que também projetou e construiu o Teatro de Santa Isabel.

VEJA MAIS:

O que é que o Mercado de São José tem?

Com características dos modelos de ferro pré-fabricado europeus, é um exemplo arquitetônico único e levou dois anos para ficar pronto. As estruturas de metal vieram todas da França, sob supervisão de Vathier.

Tudo começou no Ribeirão de São José (atual Praça Dom Vital), onde eram vendidas frutas e verduras. Depois, virou Largo da Ribeira do Peixe. O local já foi conhecido pela grande quantidade de cordelistas, repentistas, emboladores e cantadores que frequentavam a região.

Lá era pura arte: ventríloquos, acrobatas, mágicos e músicos faziam a festa no local, já vocacionado para agregar o povo em seu entorno.

(Foto: Reprodução/Blog Fernando Miranda)

Mas o portentoso monumento de ferro não escapou de passar por algumas reformas: a primeira, em 1906, que levou dez meses; em 1941, foi feita a substituição das venezianas de madeira e vidro por cobogós de cimento.

No final de 1989, o Mercado foi vitimado por um incêndio, que danificou parte de sua estrutura. Foi reinaugurado no dia do aniversário do Recife, em 12 de março de 1994. Em 1998, passou pela sua mais recente restauração, até então.

O Mercado de São José ocupa uma área coberta de 3.541 metros quadrados. Mede 48,88 metros de frente por 75,44 metros de fundo. O prédio é formado por dois pavilhões, com 377 compartimentos de diversos produtos; 27 pedras de peixe; 34 barracas internas – para vender comidas e caldo de cana – e outras 70 espalhadas pela calçada do pátio.

Mercado de São José
Praça Dom Vital, Bairro de São José
Segunda a sexta, das 6h às 18h
Sábado, das 6h às 12h

Fontes de pesquisa: Fundação Joaquim Nabuco e Prefeitura do Recife

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *