Chá Mate Brasília: um amor à moda antiga no Centro do Recife

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email

Num dia de calor intenso desses do Recife, nada como se refrescar com um chá mate bem geladinho, né? Há 33 anos, um lugarzinho bem no coração do centro da cidade mantém viva essa deliciosa tradição. O Chá Mate Brasília é ponto certo de muita gente no meio da correria diária, mas que tira uns minutinhos da vida pra sentir o prazer deste sabor tão tradicional.

É no térreo do Edifício Brasília, bem próximo ao Sebo, que fica o Mate. A lanchonete abriu suas portas em 1984, com Manoel Pinheiro da Silva. Hoje, quem toca o negócio é o seu filho, José Suevânio, o Zé, como é mais conhecido. É “Zé” pra lá, “Zé” pra cá. O nome que está sempre na boca de quem chega por lá.

Que tal matar a sede com um delicioso chá mate limão geladinho? (Foto: Leonardo Vila Nova/PorAqui)

No Mate Brasília são variadas as opções de lanche: maltados, sucos, sanduíches, salgados, doces, etc. Mas o chá mate é mesmo o carro-chefe. “O Mate Limão é o que sai mais, disparado. Seguido do Mate Leite”, diz Zé. Tem também o Mate Maçã e o Mate Maracujá.

Um copo de refrescância de chá-mate sai no precinho: R$ 2,60. Dá pra matar a sede e degustar o delicioso sabor bem baratinho, acompanhado de um misto, um bolinho de bacalhau ou uma empada, que casam bem com o chá.

A carinha de lugar antigo enche a vista e está em tudo: na fachada da lanchonete, no menu com letreiro clássico. Características que lembram quem viveu a infância nos anos 1980. Bate um saudosismo bom de sentir.

(Foto: Leonardo Vila Nova/PorAqui)

A conversa com Zé foi entre um atendimento e outro. O movimento por lá não para. “Já foi até bem melhor, mas, depois da crise, acho que caiu uns 30%”. Mesmo assim, enquanto o PorAqui esteve por lá, um minuto sequer não deixou de ter um cliente chamando por Zé.

Boa parte da clientela é cativa e fiel. A protesista Vanda Maria, 45 anos, frequenta o Mate Brasília desde os 16. “Vir ao centro da cidade e não vir aqui, é o mesmo que não ter vindo pro centro da cidade”, atesta Vanda. “Todo mundo que eu trago aqui vira cliente!”

A tradição de Vanda passou pra filha, Florença, de 19 anos. “Eu já vinha com ela na barriga”, diz Vanda. “Eu experimento todos e sempre estou por aqui também. No café da manhã, eu sempre tomo”, conta Florença. Já Vanda diz é que fiel ao Mate Limão.

“Aqui era pra ser tombado patrimônio do Recife!”, arremata Vanda.

SERVIÇO
Chá Mate Brasília
Edifício Brasília/Loja 28 (térreo) | Rua Siqueira Campos, 279 – Santo Antônio
Segunda a sexta, das 8h às 19h
Sábado, das 8h às 13h

comment 4 comentários

  1. Letreiro mais que clássico; JURÁSSICO, pois ainda apresenta S U N A B 198. A galera não sabe, nem imagina o que seja. Então aí vai; SUperintêndencia Nacional de ABastecimento.
    1 9 8 era o que hoje e – 0800 (zeroitocentos).

  2. Show , o matte e tudo de bom , quem for uma vez , nunca mais deixa de ir , eu desafio.Realmente esse número 198 , antigo sunab , era tipo um serviço de proteção ao consumidor , bem lembrado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *