Jardim São Paulo e San Martin: o que a gente já viu PorAqui

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email
(Foto: Leonardo Vila Nova/PorAqui)

Jardim São Paulo e San Martin. Entre eles, a Av. João Cabral de Melo Neto, que liga os dois bairros da Zona Oeste. Ambos têm duas praças redondas, bem parecidas. Além disso, outras semelhanças que a gente vai descobrindo quando anda por eles…

Bairros do subúrbio, em essência residenciais e de comércio modesto. A feira, o mercadinho, a farmácia, a padaria. Tudo anda de um jeito mais manso, sem a agitação dos grandes centros urbanos. Uma dinâmica bem particular, um jeitinho só nosso.

No dia 24 de maio, entrava no ar a estação Jardim São Paulo/San Martin do PorAqui e um desejo danado de voltar nossos olhares para os aspectos mais marcantes da vida e do dia a dia de quem faz esses bairros.

Histórias muito bonitas passaram por aqui. A começar pelo Lar das Vovozinhas, em Jardim São Paulo, post que abriu nossa estação. O carinho e o amor que aquelas senhoras ganham – e agradecem com um sorriso e uma boa conversa – é de emocionar.

E não faltaram bons personagens para conversar com a gente: Diogo, 91 anos, o barbeiro mais antigo de Jardim São Paulo. Até nome de beco – inaugurado pela Prefeitura do Recife – ele virou: Beco do Diogo.

Diogo, de barbeiro a patrimônio de Jardim São Paulo (Foto: Leonardo Vila Nova/PorAqui)

Cláudio “Carcará” Marques, o artesão e presidente de motoclube Carcarás Estradeiros, falou da sua paixão pela arte e pela liberdade em cima de duas rodas.

Cláudio “Carcará” Marques, artista e motociclista em um só (Foto: Leonardo Vila Nova/PorAqui)

E sobre quatro rodas, Seu Lourenço, apaixonado pelo carro do filme “Se meu fusca falasse”, que tem duas cópias do “Herbie” na garagem. Os fuscas de número 53 são seu xodó.

E também Seu Basto, um apaixonado pelos festejos juninos. Com 76 anos, o incansável morador da Rua Pedro Melo, em San Martin, já foi noivo e marcador de quadrilha, função que hoje é exercida pelo filho Sérgio, presidente da Quadrilha Dona Matuta, a mais famosa de San Martin.

Seu Basto, um apaixonado pelos festejos juninos, também passou PorAqui (Foto: Leonardo Vila Nova/PorAqui)

E o cachorro-quente de 60 cm no Big Dogão, em Jardim São Paulo, quem já foi provar? 😛

Denúncias

Mas a gente não esqueceu da função social do nosso trabalho.  Obras paradas, ruas esburacadas, alagamentos, insegurança. Denunciamos problemas urbanos que são fruto do descaso dos órgãos públicos.

Em Jardim São Paulo, falamos sobre as obras de reforma e ampliação do Unidade Básica de Saúde Fernandes Figueira, paralisadas há quatro anos, e o revestimento do Canal Guarulhos, que ainda não tem prazo para terminar.

Quatro anos de atraso nas obras do Posto de Saúde Fernandes Figueira, em Jardim São Paulo (Foto: Geraldo Barbosa/colaboração)

Em San Martin, a gente mostrou a revitalização da Lagoa da Boa Ideia, desejo antigo dos moradores. A Lagoa, um manancial ecológico importante, está degradada e coleciona diversos problemas.

Os constantes assaltos no bairro, que tanto preocupam os moradores, também foram matéria no PorAqui.

Artistas

Quem também falou um pouquinho sobre Jardim São Paulo, foram os artistas Zé Manoel e Isaar, que, em relatos emocionantes, contaram suas lembranças do bairro em que viveram e pelo qual guardam enorme carinho até hoje.

Os artistas Zé Manoel (Foto: Ge Prado) e Isaar (Foto: Humberto Reis / Duda Carvalho) também contaram suas histórias sobre Jardim São Paulo

Em dois meses, a gente já viu muita coisa bacana que Jardim São Paulo e San Martin têm pra mostrar. E ainda tem muito mais! Cada olhar, cada jeito de falar do lugar onde se vive revela um mundo de coisas que a gente ainda tem a descobrir nesses bairros tão marcantes da nossa cidade.

Se você tem algo legal e interessante para contar para a gente, é só falar: jardimsaopaulo@poraqui.news e sanmartin@poraqui.news são os nossos e-mails. A gente também tem WhatsApp: 81 9 8173-9108. Vamos em frente!

 



comment 1 comentário

  1. Fico muito feliz de ver matérias sobre o meu bairro. Uma delas foi sobre a iluminação na Estação Werneck, que estava bem deficiente tornando o ambiente propício à violência. A EMLURB de fato fez um ótimo trabalho e ampliou a iluminação no local. Ficou ótimo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *