Morador das Graças faz sucesso como Dr. iPhone

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email
Foto: Paula Melo/PorAqui

“Se ele não salva, ninguém salva.” É com essa frase que a clientela costuma apresentar o Dr. iPhone, ou Guilhardo Rodrigues, de 39 anos, morador das Graças, trabalhador do Derby e “salvador” dos usuários da Apple. De iPhone, iPad, Mac Books e iMac, pode-se dizer que o cara entende.

Tudo começou quando adquiriu o 2G, o primeiro iPhone, em 2007. O aparelho quebrou, ele arranjou alguém para consertar em São Paulo, mas o serviço era caro e só poderia ser feito dali a 30 dias.

Guilhardo já trabalhava com eletrônicos e foi aí, exatamente há dez anos, que ele começava a se transformar em Dr. iPhone. “Eu resolvi consertar. Consegui a peça no exterior. Aí consertei o meu, o de um amigo, de outro amigo, aí foi se espalhando”, relembra.

 

Networking

Se você passar dez minutos na salinha de espera do Dr. IPhone, com certeza vai ouvir, no mínimo uma vez, algum cliente se apresentando da seguinte forma: “sou fulano, amigo de sicrano”. No boca a boca, sem anúncio, Guilhardo contabiliza, só de iPhone, 80 aparelhos por mês. “Quando você presta um bom serviço, a pessoa quer indicar para outra”, diz Guilhardo, que tem mais um técnico trabalhando com ele.

Desde 2008, só conserta produtos da Apple – e a fama dele já chegou até o Pantanal (um rapaz viu os comentários na Internet e mandou um iPad pelos Correios, aos cuidados de Guilhardo) e o Rio Grande do Sul (um iPhone 5 quebrado veio parar no Dr. iPhone, por recomendação de um parente que morou aqui).

Ele lembra que não é assistência técnica, mas tem formação em curso oferecido pela marca do Vale do Silício. “Fiz curso de manutenção da Apple em São Paulo, com certificação de técnico”, explica.

Dicas

Ninguém melhor que ele, então, para dar dicas de como cuidar do iPhone. Fique ligado ou ligada! 📱

1.”Nunca, nunca use cabinho sem ser o original”

De acordo com o Dr. iPhone, o cabinho tem uma engenharia de segurança, tanto para não prejudicar o aparelho quanto para não danificar a rede elétrica da casa ou escritório. “Quando você vê um cabinho sendo vendido na loja por R$ 189 e no camelô por R$ 10, não é só um cabinho branquinho, ali tem uma engenharia aplicada, que é uma questão de segurança”, explica o especialista.

2. Papel filme é seu melhor amigo na hora de fazer esportes

“Vai fazer exercício, vai correr? Pega aquele papel filme de cozinha (PVC), dá três voltas no celular. Não vai atrapalhar no touch, não vai atrapalhar para fazer ligação. Deu três voltinhas no iPhone e ele vai ficar protegido do suor e da chuva.”

3. Não deixar descarregar a bateria completamente

Segundo Guilhardo, a bateria de de lithium têm uma quantidade de ciclos que vão perdendo a eficiência com o uso, por isso não dá para deixar a bateria chegar ao ponto em que o smartphone desliga sozinho.  “Não tem problema carregar 20 minutinhos e sair, nem deixar a noite toda carregando.”

 

📌Dr. Iphone
📍Rua Joaquim Nabuco, 747 loja 106, Derby
⏰ De segunda a sexta, das 09h às 18h; sábados, das 10:00 às 12:00
📞 (081) 3241-1887
Facebook: Dr. Iphone Assistência Especializada 

 



comment 9 comentários

  1. Ai já consertou o meu 4s, 5s 6 e outros diversas vezes!! O cara é fera e todos que indiquei ficaram muito satisfeitos !
  2. Super indico, já precisei dos serviços várias vezes e fui muito bem assistida e o serviço e de primeira qualidade, Índico ele pra todos que vejo com necessidade dos serviços apple.
  3. Parabéns meu amigo Guilhardo , fico feliz e orgulhoso por você . Conheço o seu trabalho e seu compromisso para com o cliente 👏👏👏👏🙏😍😘

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *