A mulher que plantava orquídeas

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email
Fotos: Paula Melo/PorAqui

A Primavera teve início no dia 23 de setembro, mas em determinado ponto da Rua Manoel de Almeida, a estação das flores começou há um ano, quando Laís de Barros Cavalcanti, moradora das Graças, na Zona Norte do Recife, decidiu plantar orquídeas num pau-brasil localizado na frente do prédio onde mora.

A intenção de Laís é que a ideia se espalhe pelo bairro e que as flores façam parte da paisagem da cidade. Ela explica que tudo é muito simples: basta pegar “aquela orquídea que você ganhou, que depois a flor caiu e provavelmente vai acabar morrendo” e plantá-la numa árvore, que tem que ser rugosa, cortando metade do vasinho e amarrando com um barbante para que ela crie aderência ao tronco. “Ao invés de deixar ela morrer, faz isso que  a natureza se vira.”

Segundo Laís, a terceira flor saiu no dia em que a reportagem do PorAqui esteve lá.

Laís morou em Belém e lembra que, na capital paraense, tem muitas orquídeas crescendo ao natural. “Se lá se via a natureza fazendo isso, vamos dar uma forcinha pra natureza aqui”, enfatiza.

“Eu plantei a primeira, tirei do jarrinho, ela morreu”, lembra Laís, que diz não entender nada de orquídeas e pega dicas com um cunhado, que tem um orquidário particular. “É só ter  informações básicas e, o resto, deixa para a natureza fazer”, fala ela, que conta com a ajuda do zelador do prédio para aguar as plantinhas. “Não precisa de muito, mas, obviamente, precisa de alguma coisa. A natureza é muito forte.”

São três orquídeas, mas uma delas nunca deu flor.

“A minha intenção não é ter trabalho, e eu gostaria que todo mundo comprasse a ideia. É super simples”, diz. A quem elogia “suas orquídeas”, Laís logo responde: “Não, são nossas orquídeas.”

Quer ver as orquídeas ao vivo? Elas estão plantadas em um pau brasil que fica em frente ao Edf. Genius, na Rua Manoel de Almeida, número 65.

 



comment 5 comentários

  1. Tinha uma linda na Alberto Paiva, em frente à Bouteeque, lindas flores brancas. Sumiu:(
  2. Laís, parabéns pela sua atitude! Convido você a ser a nossa representante do projeto #OHquidea em Recife!
  3. No Rio de Janeiro tem bastante. Uma ótima ideia. Principalmente, numa cidade tão degradada como Recife.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *