3 cantinhos na Encruzilhada para comer como se estivesse em casa

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email
Foto: Divulgação/Retetéu - Comida Honesta

Não importa o dia ou a hora, sempre na Encruzilhada, na Zona Norte do Recife, você vai encontrar um bom “cantinho” convidativo para comer e beber. É que o bairro tem uma vocação natural para receber bem as pessoas, com sua boa variedade de bares e restaurantes e várias ruas onde paira certa áurea boêmia.

Na verdade, o bairro da Encruzilhada exerceu tão bem sua característica marcante de lugar apropriado para uma cervejinha com os amigos ou um almoço carregado que é fácil encontrar as mesas dos bares cheias, mesmo numa segunda-feira preguiçosa.

Mas como todo coração de mãe, as ruas do bairro continuam a receber “novos filhos”, que acabam por trazer ainda mais vida para a Encruzilhada. Por aqui, vamos te dar a dica de três bares/restaurantes que têm, além da boa comida, aquele clima de quintal de casa que a gente gosta tanto.

Para quem gosta de mercado, o PorAqui também já deu umas boas dicas no Mercado de “Encruzi”.

Bar do Tonhão

Vamos começar com um clássico, que já está na boca de todo mundo (ou na barriga), mas que é sempre uma boa pedida e nunca vai ser demais falar dele: o Bar do Tonhão. Mas se você precisa de mais informações para decidir onde vai comer, vá descendo o texto para saber mais sobre o Retetéu e a Bodega do Véio.

Às vezes fica difícil encontrar mesa no Tonhão durante os fins de semana (Foto: Júlio Rebelo)

No Tonhão, temos a sensação de estarmos em casa, com as mesas e cadeiras dispostas ao redor do quintal. O bar/restaurante tem aparência simples, mas é bem acolhedor. Os pratos carros-chefes do lugar são o chambaril (R$ 37,70), a galinha cabidela (R$ 31,70), a rabada (R$ 34,90) e o arrumadinho de carne de sol (R$ 41,50).

O caldinho de dobradinha é uma delícia, e o melhor é pedir o tamanho maior, custando R$ 5,50. E não tem para onde, comida regional sempre cai bem com uma cervejinha bem gelada, que pode ser uma Heineken a R$ 9,50, intercalada com uma “branquinha”, das boas, feito a Seleta, que sai por R$ 3,90 a dose.

Rua Amaro Coutinho, 339, Encruzilhada – Recife/PE
Terça a domingo, das 10 às 22h. Domingo, das 10h às 18h
Fone: (81) 3072-2786 ou (81) 3037-1652

Bodega Retrô

Se você procura uma cerveja, boas cachaças e uma calçadinha, a Bodega Retrô pode ser uma boa opção (Foto: Júlio Rebelo)

Outro lugar que tem sido um “queridinho” na Encruzilhada é a Bodega Retrô. O lugar, como o próprio nome já revela, possui o estilo bodega e vende de tudo um pouco, desde sabão em pó até rolos de papel higiênico.

Mas como o assunto aqui é outro, vamos ao que interessa. O ideal é ir a partir da quarta-feira, que é quando começa o chorinho. Na quinta, tem um forrozinho bem animado, para já ir aquecendo à espera do fim de semana.

Na sexta, tem chorinho, de novo, e, aos sábados, MPB. Sempre às 19h, com exceção dos sábados, que começa às 14h.

Para comer, é imprescindível a charque desfiada com farofa de jerimum, por R$ 20,00. Outra boa opção é a linguiça matuta pelo mesmo preço. Ainda tem as empadinhas de camarão e bacalhau, por R$ 6,00 cada. Também não pode faltar o sarapatel, que é servido somente aos sábados, acompanhado de farofa de jerimum e vinagrete, podendo ser pedido o pãozinho para passar no molho, e tudo por R$ 20,00.

A Heineken (600 ml) custa R$ 10,00, mesmo valor da Eisenbahn e Original.

Rua Dona Elvira, 175, Encruzilhada – Recife/PE
Terça a domingo, das 10h às 22h. Domingo, das 10h às 19h
Fone: (81) 98724-5405

Reteteu – Comida Honesta

(Foto: Júlio Rebelo)

E para finalizar esse pequeno roteiro gastronômico, é obrigatório falar sobre o Reteteu – Comida Honesta. Surgido inicialmente apenas como venda de comida congelada, a casa – que era da avó do proprietário, Thiago das Chagas – cresceu e se tornou restaurante.

Seguindo a tendência dos anteriores, o local possui uma atmosfera amistosa. As mesas e cadeiras estão espalhadas pelo jardim, quintal da casa e na parte interna, inspirando um ar de pertencimento aos frequentadores.

Os pratos, na maioria, são regionais, mas é possível encontrar algumas delícias do mar, como os pasteis de caranguejo (R$ 23,90, porção com 8 unidades) e o caldo do mar, servido numa cumbuca que pode ser de sururú, marisco, calderada ou camarão com chuchu (R$ 8,00 cada).

Já na cozinha regional, o filé de carne de sol de bode é a pedida certa, com farofa de jerimum, purê de macaxeira, vinagrete e arroz (a partir de R$ 31,00). Também não pode ficar de fora o cupim cozido com molho escuro, com macaxeira frita, arroz, farofa na manteiga e vinagrete (R$ 31,90).

A cerveja não é tão em conta, já que a Original sai por R$ 12,00, mas, como lembra Chico, “uma cerveja antes do almoço é muito bom pra ficar pensando melhor” e não vai doer tanto no bolso assim.

Rua Professor Otávio de Freitas, 256, Encruzilhada – Recife/PE
Terça a sexta-feira, das 12h às 15h. Sábados e domingos, das 12h às 16h
Fone: (81) 3204-4137 e (81) 9952-47720 (WhatsApp)



comment 3 comentários

  1. Bar do Tonhão, em casa, e com sabor especial! Meu favorito é o queijo coalho acebolado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *