Publicitária assume calvície e problema vira negócio para ajudar outras mulheres

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email
Foto: Lucas Emanuel/divulgação

Aos 18 anos, Carmem Suassuna, moradora de Casa Forte, na Zona Norte do Recife, descobriu que tinha alopécia androgenética, condição que leva à calvície feminina permanente. Depois de vários tratamentos médicos sem sucesso, a publicitária resolveu assumir a calvície e transformou o problema numa oportunidade para empreender e ajudar outras mulheres.

Hoje, aos 29 anos, Carmem se tornou cabeleireira, com curso no Senac e especialização em barbearia e uso de próteses, perucas e apliques. Atualmente, ela corta cabelo em domicílio com hora marcada e já se tornou conhecida entre os moradores da Zona Norte.

“Os dias estão bem corridos, a clientela tá aumentando”, conta ela, que teve sua história contada recentemente no programa Encontro com Fátima Bernardes, da TV Globo.

Carmem esteve no programa de Fátima Bernardes para compartilhar a sua trajetória

“A ideia é abrir um salão especializado para pessoas que necessitam de próteses, perucas e apliques capilares. Para isso, precisei começar a atender as pessoas indo na casa delas pra juntar uma grana para abrir o salão. Foi quando surgiu o Carmem Corta“, explica a empreendedora.

Atualmente, os cortes variam entre R$ 57 e R$ 65 (feminino), R$ 35 e R$ 45 (masculino), somados a uma taxa de deslocamento que varia de acordo com a localidade.

“A maioria dos meus clientes fica na Zona Norte, mas atendo na Zona Sul também, vou de Olinda a Setúbal. Já atendi no Janga e em Piedade, por exemplo”, diz a cabeleireira, que também atende o público infantil pelo mesmo preço.

Para agendar um corte com ela, basta entrar em contato pele telefone e WhatsApp (81) 99606.3923. O trabalho de Carmem pode ser visto no Instagram e no Facebook.

Salão no Poço da Panela

Em breve, Carmem Corta vai ser englobado por Carmem Beautyque, o salão de beleza que a empreendedora vai abrir no Poço da Panela.  O local escolhido foi a sala 508 do Empresarial Casa Forte Corporate, na Rua do Chacon, em frente ao Colégio Carochinha.

“Lá vou continuar atendendo com hora marcada para que todos tenham atenção exclusiva e com discrição. O lugar é pequenininho porque vou atender uma pessoa por vez, para não ter nenhum problema”, adianta.

Foto: Lucas Emanuel/divulgação

A inauguração deve acontecer dentro de dois meses, no máximo, e com soft opening. Pensado especialmente para as pessoas que necessitam de soluções capilares, Carmem Beautyque vai oferecer próteses, perucas, apliques, além de serviço de manutenção, restauração e aluguel de peças. Também venderá kits de manutenção e acessórios.

“Como usuária, eu já sabia muita coisa sobre próteses e perucas, mas depois que fiz o curso profissional específico para esses produtos, no Rio de Janeiro, aprendi muito mais coisas. Existe agora um universo de possibilidades na minha cabeça. Vai ser bem legal colocar isso em prática. É muito bom ajudar as pessoas.”

Carmem usando uma de suas perucas no programa Encontro, de Fátima Bernardes – Foto: divulgação

A ideia, segundo Carmem, é que as pessoas que precisem das próteses se sintam mais tranquilas e confortáveis com a situação.

“Enquanto usuária de próteses e perucas, eu nunca gostava dos salões que eu ia, não me sentia confortável. O Carmem Beautyque será um lugar acolhedor, sem preconceitos ou julgamentos. Um lugar pra se sentir bem, cuidar do visual e elevar a autoestima, além de poder falar com uma pessoa que também usa e compreende o que ela está passando”.

Para quem não precisa de próteses e perucas, o salão vai oferecer serviço de corte de cabelo. Os valores ainda não foram definidos. Para ficar sabendo das novidades do Carmem Beautyque, acompanhe o PorAqui Casa Forte!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *