No Cine do Museu, filme denuncia multinacionais e uso de agrotóxicos

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email

Pierre é belga e assume um cargo de chefia em uma multinacional em plena selva de Misiones, Argentina. Ele passa seus dias devastando florestas e replantando pinheiros para transformar em papel, mas tudo muda quando Pierre se apaixona por Ana, uma professora local que luta contra o desmatamento da região.

Essa é a premissa do filme A Terra Vermelha, dirigido pelo argentino Diego Martinez Vignatti, que estreia hoje (13), no Cinema do Museu. Coproduzido pelo Brasil, Argentina e Bélgica, o filme aborda um tema recorrente na América do Sul: a destruição das florestas e a contaminação das pessoas pelo uso indiscriminado de pesticidas.

E por falar em pesticidas, o Museu do Homem do Nordeste, onde fica o Cinema do Museu, faz questão de estimular a consciência ambiental e alimentar. Todas as quintas-feiras, tem feirinha de orgânicos no jardim do Muhne.

Além de frutas, legumes, ovos e galinha de capoeira, os feirantes, que são agricultores do município de Chã Grande, agora vendem queijo coalho, mel de abelha e canjica. Eles ficam das 7h às 12h.

Mais filmes

Continuam em cartaz no Cinema do Museu o documentário Divinas Divas, de Leandra Leal, e o filme brasileiro Os Pobres Diabos, do diretor cearense Rosemberg Cariry.

No domingo (16), às 10h30, será exibida a animação Dumbo, como parte dos projetos Sempre aos Domingos, que resgata clássicos nos dias de domingo, e Domingo dos Pequenos, voltados para o público infanto-juvenil. Ambos os projetos são organizados pela Fundação Joaquim Nabuco, em Casa Forte.

Confira os horários das sessões:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *