Lançamento: ‘Assombrações do Recife Velho’ ressurge agora em forma de quadrinhos

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email

Você sabia que Gilberto Freyre, o Mestre de Apipucos (bairro vizinho a Casa Forte), era fã de HQs e do universo das assombrações e do sobrenatural? É com esse propósito que a Global Editora lança o livro em quadrinhos Algumas assombrações do Recife Velho, na Fundação Gilberto Freyre (FGF), neste sábado (29).

A adaptação foi conduzida por André Balaio e Roberto Beltrão, que possuem larga experiência na produção de histórias em quadrinhos e estão à frente do projeto O Recife assombrado. Ao todo, foram selecionados sete contos da obra Assombrações do Recife Velho, uma reunião de histórias de assombração do Recife de 1955, de Freyre.   

A ficção de 1955 foi o resultado de um longo trabalho iniciado pelo Mestre de Apipucos em 1929, quando esteve à frente do jornal recifense A Província. Para a concepção das histórias, Freyre pesquisou em arquivos e entrevistou os seus amigos e familiares, que contaram histórias de arrepiar sobre o passado assombrado da capital pernambucana.

A HQ de agora traz as seguintes histórias:  “O Boca-de-Ouro”, “Um Lobisomem Doutor”, “O Papa-Figo”, “Um Barão Perseguido pelo Diabo”, “O Visconde Encantado”, “Visita de Amigo Moribundo” e “O Sobrado da Rua de São José”.

 (foto: Divulgação/Algumas assombrações do Recife Velho)

Mas o que pouca gente sabe é que Gilberto Freyre também foi sempre um grande entusiasta das histórias em quadrinhos a ponto de, quando exercia o cargo de deputado federal (1946-50), propôs na Comissão de Educação e Cultura que fosse feita uma história em quadrinhos da Constituição de 1946. 

A sua obra-mestra Casa-grande & senzala foi adaptada para os quadrinhos. E agora as suas deliciosas histórias de assombração ganham a sua primeira adaptação para HQ.

Autores – Balaio e Beltrão procuraram a Fundação Gilberto Freyre com a proposta de fazer a adaptação da obra, já tinham desenvolvido outros projetos juntos. 

"A recepção foi ótima. Dona Sônia, filha de Freyre, e Jamille Barbosa, gerente editorial, além da editora Global, que detém os direitos da obra, toparam lançar o livro. Foi um trabalho a oito mãos. As ilustrações de Téo Pinheiro são coloridas, em papel couché, de altíssima qualidade. O público pode esperar uma HQ fiel à obra original de Freyre, linda graficamente, muito divertida e pop", explica Balaio.

A sessão de autógrafos, marcada pras 16h, será precedida pela encenação de algumas histórias presentes no novo livro e por um bate-papo com a equipe envolvida na edição. O livro tem 72 páginas e custa R$ 49. Será uma tarde de arrepiar! 

A Fundação Gilberto Freyre fica na Rua Dois Irmãos, 320, em Apipucos (bairro irmão de Casa Forte).


O jornal de bairro evoluiu. No PorAqui, você encontra estações de conteúdo hiperlocal e colaborativo.

Para baixar o aplicativo: Android iOS

Sugestões e colaborações: casaforte@poraqui.news ou (81) 9.8173.9108



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *