Ateliê une estúdio de tatuagem e ‘criatório’ de beleza em Casa Forte

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email
Foto: divulgação

Numa rua praticamente residencial como a Visconde de Ouro Preto, em Casa Forte, Zona Norte do Recife, é difícil imaginar algum tipo de empreendimento funcionando. Mas a casa de número 156, quase em frente ao Pura Luz Yoga, é uma exceção. Intimista, a residência é conhecida como Ateliê Casa Verde, espaço colaborativo que atualmente é dividido por dois irmãos: o tatuador Daniel Andrade, que comanda o estúdio Rise Ink Tattoo House no primeiro andar, e a visagista Marília Salles, que corta cabelos usando conceitos das artes visuais.

Além de Daniel, o Rise Ink conta com outros dois tatuadores, Kenny Wei e Marcos Vinícius. Cada um tem experiências e estilos diferentes e todos só atendem com hora marcada. Proprietário do estúdio, Daniel é tatuador profissional há 14 anos, e já atendeu em vários lugares do Recife antes de se estabelecer em Casa Forte.

Encabeçado por Daniel Andrade, Rise Ink reúne tatuadores experientes com estilos diferentes – Foto: divulgação

“Eu já vinha procurando um lugar na Zona Norte e achei Casa Forte o bairro mais legal porque aqui as pessoas andam mais na rua, tem mais árvores, praças. Tenho muitos clientes de Boa Viagem que vem pra cá se tatuar”, conta ele, que manteve durante 6 anos um estúdio numa loja do Pina.

Outra vantagem, segundo Daniel, é o fato de Casa Forte não ter nenhum estúdio de tatuagem até agora, além do bairro lhe proporcionar mais privacidade. “Estou feliz aqui. Quero ficar a longo prazo. Só pretendo sair de Casa Forte se for pra morar em outro país ou Estado, mas mudar de bairro não. As pessoas que vem aqui, elas realmente querem se tatuar. Aqui não tem nenhum curioso como tinha na loja. Até porque a nossa placa é pequena, estamos numa rua praticamente residencial. As pessoas vêm pelo nosso trabalho, elas não entram aqui aleatoriamente.”

Cabelo é arte

No térreo, funciona o ateliê de Marília Sales, profissional de cabelo que segue uma linha diferenciada. Formada em artes visuais, Marília trabalhou como crítica e curadora de arte em São Paulo e cortava o cabelo como hobby. Depois de um intercâmbio em Londres, descobriu várias possibilidades de como trabalhar com beleza e estética usando os instrumentos das artes visuais, como leitura e composição de imagem.

A visagista Marília Sales – Foto: divulgação

Hoje, ela migrou de suporte e, como profissional de cabelo, desenvolve um trabalho semelhante a de uma visagista, levando em conta princípios de harmonia e estética do rosto, explorando composição, tratamento e consultoria de imagem.

Para fazer os cortes, a empreendedora considera alguns aspectos como o perfil da mulher no dia a dia profissional, o tempo que tem pra cuidar do cabelo e a imagem que se pretende passar. Seu trabalho pode ser visto no perfil do Instagram: @mariliasales_vs.

“Não tenho pretensão de virar salão, mas de ter um atendimento individualizado, especializado, dedicado, com hora marcada e com essa visão da arte, de composição da imagem da pessoa”, explica.

Foto: divulgação

“Gosto de fazer uma comparação com o que [a artista plástica] Giovana Simões chama o ateliê dela, que é criatório. Digamos que eu seja um criatório na área de beleza e estética”, define a profissional, que além de corte e tratamento, também trabalha com maquiagem pra cinema e teatro, entre eles o Baile do Menino Deus, para onde presta seu serviço há cerca de 3 anos.

No térreo da Casa Verde, também é possível usufruir da lojinha colaborativa, que reúne produtos e acessórios de criadores locais.

Serviço
Ateliê Casa Verde (Rise Ink Tatto + Marília Sales Visagismo)
Rua Visconde de Ouro Preto, 156, Casa Forte
De segunda a sábado, 10h às 19h
Contato: (81) 3088-9335

 

 



comment 2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *