Dia Mundial de Bike ao Trabalho teve diálogo e protesto no Recife

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email

Ciclistas ligados à Rede Bike Anjo promoveram, nesta sexta-feira (12), no Recife, pelo terceiro ano seguido uma atividade no Dia Mundial de Bike ao Trabalho. Eles e integrantes da Associação Metropolitana de Ciclistas do Grande Recife (Ameciclo) convidaram pessoas que passavam de bicicleta pela Rua da Aurora para um café da manhã no nova ciclovia implantada recentemente, justamente em um ponto onde os ciclistas são obrigados a desmontar e seguir caminhando.

"Decidimos fazer no pedaço da ciclovia onde tem que desmontar, assim a gente junta o Dia Mundial e uma crítica construtiva", explica Valéria Pires, Bike Anjo e proprietária da lanchonete Amor de Fruta. No Recife, a rede dos bike anjos promove todos os últimos domingos do mês, a partir das 9h, na Praça da República, um dia para ensinar adultos e crianças a pedalarem. Saiba mais aqui. 

(foto: Eduardo Amorim/PorAqui)

Segurança da TV Jornal, Luis Tenório, foi um dos dezenas de ciclistas que pararam para comer bolo, salgados, salada de frutas, tomar suco e conversar sobre a mobilidade no Recife.

Fazem quatro meses que ele faz diariamente o trajeto entre sua casa, na Mangueira, e o trabalho no Centro do Recife. Apesar do pouco investimento em estrutura e segurança para os ciclistas, ele diz que compensa por gastar apenas 17 minutos no trajeto e economizar o custo da gasolina e do estacionamento. Mas pede mais ciclovias e sugere áreas onde as comunidades mais carentes usam muito a bicicleta, como a Avenida Beberibe.

Recentemente, fizemos reportagem sobre buracos que atrapalham ciclistas na Avenida João de Barros.

(foto: Eduardo Amorim/PorAqui)

"Essa ciclovia está horrível", disse Luis Tenório, questionando pontos de alagamento que atrapalham a passagem dos ciclistas na Rua da Aurora. Presente ao café da manhã, o Gerente de Ciclomobilidade da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer, Jason Torres, ouviu atentamente as críticas.

"Pequenos pontos de drenagem fazem parte da entrega da obra e o pessoal ainda vai fazer isso. Ao sair de lá, com Lucio Flausino (ciclista e integrante da equipe da Secretaria), fotografamos e passamos as fotos para o engenheiro e ele já encaminhou para a empresa que foi contratada", explicou à tarde ao PorAqui

Já em relação ao projeto e questionamentos feitos pelos ciclistas como terem que desmontar na Ponte Princesa Isabel, ele explicou que foi determinação da CTTU e que o Governo do Estado teve que acatar se não a empresa municipal não liberaria a realização da obra. 

O trecho 2 da ciclovia, que vai interligar o Tacaruna ao Varadouro, está com o projeto executivo pronto. No entanto, ciclistas pedem que sejam ouvidos na implantação desses três quilômetros, para que não se repitam os questionamentos que estão sendo feitos em relação ao trecho do Marco Zero até o Tacaruna.

Nós iremos continuar buscando informações sobre as novas ciclovias do Recife pedalando atrás das notícias.


O jornal de bairro evoluiu. No PorAqui, você encontra estações de conteúdo hiperlocal e colaborativo.

Para baixar o app e convidar os vizinhos: Android e iOS

Sugestões e colaborações: aflitos.espinheiro@poraqui.news e (81) 98173-9108 (WhatsApp)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *