Como está a coleta seletiva na sua rua?

Whatsapp Facebook Twitter Linkedin Email
Foto: JCImagem

Muitos moradores e condomínios se esforçam para separar o lixo reciclado do material que vai para o caminhão comum, mas, nas últimas semanas, o PorAqui recebeu reclamações de moradores do Espinheiro, na Zona Norte do Recife, porque a coleta seletiva não estava funcionando no bairro.

Procurada, a Prefeitura do Recife assumiu a falha e prometeu regularizar a coleta nas ruas Nicarágua e Guadalupe, a partir da próxima quarta-feira (2). “A empresa já foi acionada e o serviço será regularizado esta semana”, garante comunicado enviado pela Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife (Emlurb).

Você sabe o dia da coleta seletiva na sua rua? A informação está disponível neste endereço aqui, basta fazer a pesquisa pelo CEP do seu endereço.

LEIA TAMBÉM:

Festa homenageia mulheres e catadoras de recicláveis no Ateliê de Jacaré

Maumau une arte, horta e bicicletaria no Espinheiro

Alguns exemplos do que pode ser reciclado (Foto: Divulgação/Edifício Ecológico)

Reclamações

Artista e produtora cultural, Irma Brown conta que nunca viu a coleta seletiva passar pela Rua Nicarágua, onde fica a sua Maumau Galeria. Ela chegou a receber uma multa por ter deixado material para ser recolhido no dia que acreditava ser o de recolhimento de recicláveis.

Coordenador Executivo do projeto Edifício Ecológico, com Mark Burr implementou o projeto de organização da coleta dentro de diversos edifícios nos bairros dos Aflitos, Espinheiro e Tamarineira.

Ele conta que, nas últimas duas ou três semanas, tem recebido de alguns condomínios a informação de que efetivamente a empresa contratada pela Prefeitura do Recife não tem passado para recolher o material reciclado.

Confira a entrevista de Mark Burr para o programa Pé na Rua:

Marc questiona o fato de a coleta seletiva ainda não ter chegado a todos os bairros do Recife, já que o lixo recolhido é pago por quilo e esse custo sai do bolso dos contribuintes. A Emlurb informa que a coleta seletiva porta a porta é realizada em 62 bairros da cidade. Até junho deste ano, foram recolhidas 1.600 toneladas de material reciclável, o que representa uma média mensal de 250 toneladas.

“O serviço é oferecido semanalmente, de segunda a sábado, sendo realizado uma vez por semana em cada localidade. Além disso, o município também disponibiliza 66 pontos de entrega voluntária (PEVs) em locais públicos, onde a população pode fazer o descarte do material reciclável”, diz ainda a Emlurb.

Outra opção de descarte desse material são as Ecoestações. Atualmente existem oito delas instaladas na cidade, estão localizadas nos seguintes bairros: Ibura, Imbiribeira, Campo Grande, Totó, Cohab, Torrões, Torre e Arruda.

Veja os endereços e mais informações no site EcoRecife, do Governo Municipal.



comment 2 comentários

  1. Aqui em Arthur Lundgren l Paulista. Está uma vergonha. As caçambas colocadas estão cheias. Transbordando de lixo atraindo todo de tipo de animais. Ratos e um fedor insuportavel.E aí prefeito Jr Matuto? Q gestão é esta? ?
  2. Aqui em casa forte, rua samuel de farias, vai fazer 1 ano que pararam de recolher o lixo reciclado separado pelos condomínios. Pararam sem qualquer tipo de aviso prévio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *